quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Happy Valentine's Day meu Amor


Se você já tivesse chegado, estaria sentindo agora um beijo meu daqueles que esquenta tudo, principalmente o coração. Sentiria o peso da minha mão nos seus cabelos fazendo um cafuné preguiçoso, carinhoso, sem pressa para acabar. Teria olho no olho e muitos, mas muitos sorrisos só para compensar o tanto que o seu sorriso derrete o meu e traz junto aquele friozinho na barriga gostoso.

Se você já estivesse ao meu lado eu teria te enchido de mil surpresinhas bonitinhas. Teria entrado nesses sites arrojados e encomendaria o seu personagem preferido da Marvel. E numa dessas lojas de cervejas artesanais teria escolhido um monte dessas bebidinhas bem bacanas, só para ter o prazer de sentar ao seu lado enquanto fingimos que cozinhamos e provamos uma ou duas ou até três.

Compraria um globo enorme, daqueles com todo o mundo de presente só para gente e marcaria com essas tintinhas coloridas todos os lugares que iríamos juntos, que nos amaríamos, que nos permitiríamos fazer todas as loucuras inimagináveis.

Escreveria uma das cartas mais bonitas pra falar do nosso Amor, para agradecer sua chegada naquele último minuto de fé, naquele último segundo que a gente começa a não acreditar mais. Dizer em alto e bom som com todas as minhas linhas tortas que se um dia eu talvez te fiz duvidar da minha admiração por você, perdão.

Apagaria todas as luzes da casa e acenderia mil velas só pra te esperar com um enorme frio na barriga que essa danada da expectativa sempre nos dá. No som a nossa música tocando, uma música só nossa, quem diria?! Um jantar a dois, com direito a um leve toque de mãos, uma sobremesa para saborear.

Ahhh se Você tivesse chegado ...   


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Acreditar ...


É difícil né? Pegar tudo aquilo que mais queremos, que mais desejamos e deixar nas mãos Dele. Abrir mão de estar no comando de tudo. Mas, depois que já fizemos o possível e o impossível e não se vê nada, nenhuma mudança. É aí, que você se dá conta que nem tudo depende somente da gente que ás vezes, algumas vezes devemos colocar o nosso joelhinho no chão e pedir. Muitas vezes implorar para que tudo dê certo, para que a vontade Dele coincida com a nossa vontade. 

Mas nem sempre coincide e a gente sofre e mesmo depois de rezar baixinho "que seja feita a sua vontade" caímos ao chão numa dor sufocante. A gente acredita não acreditando. A gente pede meio que dando as coordenadas. A gente luta mesmo prometendo esperar. 

Que difícil é essa danada da fé que diz que devemos confiar e acreditar, que devemos acreditar em livramentos, que devemos crer que ali mais na frente tem algo muito melhor. Que muitas das vezes tudo aquilo pelo que rezamos vem de uma forma totalmente diferente e mais bonita. E a gente escuta tanta gente falar sobre a espera ter terminado, vemos tantos olhos brilharem porque acreditaram.

E a gente deseja que aconteça com a gente também, porque a caminhada vai ficando mais difícil. A espera parece que vai afogando a gente e a gente tem certeza que não vai aguentar nem mais um dia, mas aguenta. E espera. E luta. E se ajoelha. E confia desconfiando mais uma vez.

Até que uma hora não sobra nada além de confiar. E o que dizem é que é Maravilhoso. Surpreendente. Que quando se confia de verdade, quando colocamos nossa Fé ou nosso "algo maior" ali, tudo de mais bonito acontece. "E aí, sabemos porque tudo lá atrás não deu realmente certo", não foi como nós queríamos que fosse.

E eu ainda to aqui, confiando desconfiando, tropeçando e aprendendo, esperando a minha hora de dizer isso também. Porque não somos nada perfeitos, mesmo sabendo o que devemos fazer precisamos de uma caminhada grande para Crer. Mas Ele sabe que mesmo nos caminhos mais tortos o meu Amor é infinito.

E quando for a hora Dele, quando for a minha hora eu vou estar aqui. Com um sorriso no rosto e uma prece nos lábios para agradecer por todos os caminhos que tive que passar, todas as lições que tive que aprender, mas que em nenhum momento deixei de Viver, um segundo se quer. Porque mesmo nas minhas desconfianças a Certeza que Ele sempre está comigo sempre foi muito maior.  


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Diz pra Ela ...


Diz pra ela que a sua saudade tem o nome dela tatuado no meio do peito, que todas as noites mal dormidas carregavam o perfume doce que ela adorava usar para provocar. Diz que ta difícil continuar sem sentir o beijo dela na ponta dos seus dedos, aquela mordidinha no queixo, aqueles dedos longos passeando pelo seu cabelo. Diz pra ela que tá com vontade de dormir juntinho, de acordar com o calor do corpo dela, de olhar aquele rosto de traços fortes enquanto ela dormia. Diz.

Mostra pra ela que tá tudo diferente, que a dor veio com tanta força que mal conseguia respirar, que sufocava tanto que parecia que não ia aguentar. Mostra que hoje você vê toda essa história com uma perspectiva mais humilde, que sem ela tudo fica mais triste, sem cor, sem graça, sem paz. Mostra pra ela que a vida parece andar lentamente, quase que a parar, que os dias parecem anos e que tudo para quando você lembra daquele olhar.

Canta pra ela todas as músicas que ela adora, todas as canções que ela teimava em cantar no chuveiro, que a fazia balançar , que a fazia voar. Canta, porque como dizem, quem canta todos os males espanta e quem sabe assim ela se encanta e resolve voltar. Canta pra ela a canção mais bonita, aquela que arrepia até a pessoa mais fria, que faz qualquer coração disparar.

Olha pra ela com olhos que enxergam todos os mínimos detalhes, que notam cada simples mudança que consiga enxergar a mais leve esperança naquele seu andar. Olha aquelas ruguinhas que surgem com o sorriso, que moldam toda uma história, que mostram tantas batalhas que ela teve que enfrentar. Olha pra ela com seu olhar mais sincero e mais terno e tenta mais uma vez não a decepcionar.

Demonstra pra ela com gestos bem singelos a sua pretensão de ficar, de que nunca mais a irá magoar, que irá se esforçar pra que ela se sinta segura e também queira ficar. Demonstra todo esse amor que você guardou com medo de se expor, toda essa angústia que se instalou depois que ela se foi, todos os medos que passou ao pensar que nunca mais a teria nos braços.

Diz pra ela, mostra pra ela, canta pra ela, olha pra ela, demonstra pra ela todo o seu Amor.    





quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Você deixou Ela ir


Já era Cara, você perdeu uma grande mulher, deixou ela ir sem querer olhar para trás. Você tinha tudo ali, na sua frente e não deu o mínimo valor. Ela estava ali sorrindo para você, aquele sorriso que tira nosso fôlego, que acalma nosso coração, que faz a gente sorrir de volta, que faz a gente sorrir só de lembrar dele. Já era Cara, você deixou que essa luz que ela transmitia se apagasse, não têm mais sorrisos, não tem mais calmaria, não tem mais nada.

Você perdeu uma grande mulher, dessas que a gente quer conquistar tudo por ela, viver por ela, ser feliz por ela e fazer ela feliz também. Ela tem aquele andar que hipnotiza, que faz a gente gingar junto, um andar todo espirituoso, para cima, que faz a gente gingar outra vez. Um olhar penetrante, que quando encontra com o seu te faz arrepiar, que te faz perder o controle das pernas e do coração, faz ele bater tão rápido que parece que não vai sobreviver a esse infarto de emoções e mesmo assim a gente sustenta, sustenta esse olhar, não consegue desviar, não quer perder essa sensação por um minuto se quer.

Você perdeu Cara, perdeu aquele abraço aconchegante que te levava ao céu, aquele abraço gostoso aonde você se encontrava, aonde você conseguia se enxergar, que te direcionava, que clareava as ideias, que te deixava confortável e te fazia pensar ser o homem mais sortudo do mundo inteiro. Você perdeu as surpresas, ah e que deliciosas surpresas ela fazia. Não tinha dia ou hora certa, ela conseguia te surpreender sempre, na escada do prédio, na biblioteca, no escuro do cinema, no sofá da sala, no café da manhã, no almoço, na janta, na madrugada, toda hora era hora para se deliciar, para te surpreender, para te fazer ferver.

Ela se esforçou em tudo, quis ver o seu sorriso em tudo, viu o Amor em cada cena protagonizada pelos dois. Ela exalava Amor, só queria Amar e se sentir amada em troca. Mas não sentiu, e ela se doava cada vez mais e não adiantava, não sentia o Amor de volta, não sentia reciprocidade no olhar, no abraço apertado. Não recebia os sorrisos de volta, começou a não saber mais quem era, o que queria e o que poderia fazer para acabar com aquela situação.

Pegou as malas e foi embora, sem dizer nada porque palavras não conseguiriam traduzir seus sentimentos. Sentiu muito pouco, quase nada ao atravessar a porta, queria mais da vida, queria mais do Amor e não olhou em momento algum para trás. E foi quando você se deu conta, ao não achar nenhum rastro de que aquela mulher incrível tinha feito parte da sua vida, que ela não voltaria jamais. Já era Cara, você perdeu uma grande mulher.   


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Desafio 2017 - Muito Mais Cultura


Desde 2015 eu tento trazer sempre um Desafio para a vida de todos os leitores do Blog e 2017 não seria diferente. Demorou um pouquinho para sair, mas finalmente pensei em algo bacana. Queria que esse desafio viesse enriquecer a vida de vocês, que trouxesse mais conhecimento, diversão, boas risadas. Então pensei em unir Cultura e Literatura (não que um já não esteja inserido no outro).

Vocês já estão cansados de saber da minha paixão por livros e o quanto eu me esforço para que outras pessoas se apaixonem também, que elas sintam prazer com a leitura, que seja algo divertido e que elas possam viajar em cada palavra escrita ali, mas queria também que vocês tivessem mais curiosidade, que quisessem conhecer mais sobre a cultura da sua cidade.

Eu quero um Desafio que seja possível de se cumprir e que todos ganhem com isso. Logo, resolvi desafiá-los a lerem 1 livro por mês. O desafio será você encontrar o livro com a capa que eu descreverei logo abaixo. Doze livros, Doze capas diferentes que devem ser lidos no mês escolhido para eles. Quanto o muito mais cultura, será feito 1 desafio cultural também por mês.

Serão doze livros e doze desafios culturais. E é claro que eu quero acompanhar o Desafio com vocês, não só acompanhar, mas participar também. E como faremos isso? Usando o Instagram e suas Hashtags. Sempre que você cumprir o desafio, você irá postar no seu instagram e colocar as seguintes Hashtags #DesafioMuitoMaisCultura2017 #Desafio2017JuSemFiltro e podem me marcar também na foto de vocês. Assim poderemos ver o desafio um do outro.
Meu Instagram - @JuSemFiltro.

Obs: eu sei que o mês de Janeiro vai ser mais curtinho, mas vamos tentar?! Coloquei itens bem fáceis no número 1 da lista.

E aí?!. Estão prontos para mais um desafio?


   

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Ela queria começar a viver


E ela se sentiu cansada, fechou os olhos e tentou se concentrar, mas era um cansaço enorme, na alma, o que acabava se refletindo na mente, no corpo. Quis por um momento não estar mais ali, queria fugir mas não sabia para onde ir. Queria gritar, mas o que os outros iriam achar dessa reação desmedida?. Então fechou os olhos novamente e respirou fundo, mais uma vez e mais uma vez, abriu os olhos e não via nada, só um enorme vazio. E tentou segurar o choro, mas não conseguiu e desabou ali, na frente de todos, sem o menor pudor, chorava e soluçava e chorava mais.

As pessoas a olhavam e não entendiam, algumas paravam para saber se estava tudo bem. É evidente que não está tudo bem, mas ela assentia com a cabeça e mostrava um sorrisinho e voltava a chorar em seguida, não conseguia mais segurar. Ela segurou a vida inteira, ela assentiu e sorriu a vida inteira para todos, se sentia perdida, não sabia mais porque sorria, não sentia mais muita coisa e resolveu parar, ali.  

Foi para casa perdida em pensamentos, tentando entender, tentando se conhecer, saber o que havia perdido nesse tempo todo. E se deu conta que sempre foi o porto seguro de todos, mas que não tinha nenhum porto seguro esperando por ela, se deu conta que estava rodeada por pessoas vazias, perdidas, tristes, que se agarravam a ela como uma âncora e ela estava afundando, no mesmo lugar, a muito tempo e se sentiu sem forças mais uma vez.

Se abraçou ao seu travesseiro, precisava encontrar uma maneira de sair daquilo tudo, já estava na hora de assumir sua própria vida e deixar que os outros assumissem suas vidas também. Queria sorrisos verdadeiros, que saíssem sem esforço, queria deixar a dor e angústia que sentia para trás, queria começar a viver, a ver a vida colorida como aparecia nos contos que lia, um amor que assistia nas comédias românticas com direito a todos os dramas, mas que no final tudo se ajeitasse.

E foi mudando aos poucos, comprou uma bicicleta e começou a ir todas as tardes andar no parque ao lado de sua casa, resolveu fazer uma mini hortinha em casa e ficou surpresa ao ver que levava jeito com a terra, comprou um livro de receitas e se aventurava em fazer um prato novo por semana e viu que com isso não levava tanto jeito assim, mas não desanimou. Chamou um táxi, sentou num Pub e ouviu o cover da sua banda favorita tocar e cantou junto todas as músicas sem se preocupar ao desafinar. Comprou passagens para aquele lugar que sempre quis conhecer e conversou e conheceu pessoas incríveis.

Caminhava apressada para não perder o metrô e acabou esbarrando em alguém deixando o livro que acabara de comprar cair no chão, um livro indicado por uma grande amiga e a tempos queria ler, e ao se abaixar viu que a pessoa abaixou junto para ajudar. E olhou nos olhos dele, daquele cara que sem jeito se desculpava e imediatamente veio a sua mente as comédias românticas que assistira, aquele momento poderia ter sido tirado de uma delas.

_ Desculpa, prazer meu nome é Bruno.

_ Júlia, meu nome é Júlia.

Pegou o livro, sorriu pela primeira vez sem nenhum esforço, sem querer agradar, sorriu porque veio a vontade de sorrir daquilo tudo, se afastou e entrou no vagão correndo, confiando no destino e que dessa vez só entraria na sua vida coisas e pessoas boas. 



quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Vem 2017



Onde estiver, que a chegada de um novo ano lhe traga esperança e amor, muito mais amor. Esperança para nunca desistir dos sonhos e da busca pelo melhor para você e amor para que as quedas pelo caminho não te atinjam com tanta força, seja mais fácil de suportar e que nunca te façam pensar em não sair do chão. Onde estiver, receba um beijo meu e um abraço apertado, daqueles que tira o nosso ar, revigorante, que dá força, que nos dá a certeza que não estamos sozinhos.

Por onde andar, deixe um sorriso, agarre a felicidade, dê bom dia boa tarde boa noite, pergunte se fulana está, veja se o outro vai bem, se precisa de ajuda. Nesse ano que chega, estenda mais a mão, estenda mais o sorriso, estenda mais a fé, estenda mais o olhar no olhar de outro alguém. Por onde andar, leve gentileza num toque seu, leve música para ensinar aqueles que não conseguem dançar a alegria da vida, em enxergar a sua enorme beleza.

O que decidir, que se mantenha firme e que traga bons frutos. Que possa influenciar de uma maneira boa as pessoas ao redor, que venha somar e somar. O que decidir, que venha abençoado por todos os lados e que mal nenhum seja capaz de atrapalhar todo o caminho da luta e o encanto da conquista, o brilho de poder alcançar qualquer objetivo planejado para esse novo ano. 

Quando cansar, que você possa ter um lugar para descansar, um colo para se recuperar, um cafuné para clarear seus pensamentos, um ombro para chorar e uma mão para te empurrar para frente. Quando cansar, que possa se lembrar de tudo aquilo pelo que desistiu, abriu mão para estar ali, por todos os caminhos que passou, por todas as pequenas batalhas que já venceu e que ainda faltam vencer, mas acima de tudo do quanto vai valer a pena continuar.

Sempre que puder diga "Eu te amo", sempre que sentir diga "Eu gosto de você", sempre que alguém precisar fale "Eu estou aqui", sempre que desejar olhe nos olhos, sempre que o coração acelerar beije. Sempre que puder deixe o outro saber o quanto é especial, fale, grite para todo mundo ouvir, para ele ouvir, se teve uma coisa que 2016 nos ensinou é que a vida é muito frágil, que quando achamos que estamos, já não estamos mais. Então não se segure, não deixe o momento passar, não se importe com que os outros irão pensar, não guarde sentimentos, distribua-os, mesmo sem saber se vai tê-los de volta, porque daqui um minuto ou três horas ou amanhã ou daqui uma semana pode ser tarde demais.

Que 2017 seja um ano de conquistas e grandes mudanças, de sorriso fácil de brilho no olhar. Que seja Feliz o seu e o meu 2017.

Amém.